Ações Ordinárias, Preferenciais e Units: tudo sobre os tipos de ações

Minutos
Atualizado em 11/10/2023 08:28
Mitrade Team
coverImg
Fonte: DepositPhotos

No universo dos investimentos, as ações representam uma parcela do capital social de uma empresa e podem ser uma porta de entrada para participação nos lucros e crescimento de grandes corporações. Com diferentes categorias – Ações Ordinárias (ON), Preferenciais (PN) e Units – cada uma possui características, direitos e benefícios distintos.


As ON, por exemplo, permitem maior influência nas decisões corporativas, enquanto as PN podem garantir preferência nos dividendos. Já as Units mesclam características de ambas em um pacote único, ampliando as possibilidades de estratégia no mercado de ações.


Neste artigo, desvendaremos detalhadamente cada tipo de ação, oferecendo insights sobre como escolher a mais alinhada ao seu perfil e objetivos financeiros. Seja você um investidor novato ou experiente, este texto lhe proporcionará uma compreensão aprofundada para navegar com confiança no mercado acionário.

O que são ações?

Ações são unidades de propriedade de uma empresa que podem ser compradas por investidores. Quando alguém compra ações de uma empresa, está adquirindo uma parcela dessa empresa, tornando-se, assim, um acionista. As empresas emitem ações para levantar capital, que pode ser usado para financiar projetos, expandir operações, realizar pesquisas e desenvolvimento, entre outras finalidades.


A importância das ações no mundo dos investimentos é indiscutível. Elas representam uma das principais formas através das quais as empresas mobilizam recursos financeiros no mercado. Para o investidor, as ações oferecem a possibilidade de participação nos lucros e crescimento da empresa.


Se a empresa for bem-sucedida, o valor de suas ações pode aumentar, proporcionando lucro para os acionistas. Além disso, muitas empresas distribuem parte de seus lucros na forma de dividendos aos acionistas, o que pode representar uma fonte de renda adicional.


Possuir ações difere significativamente de possuir outros instrumentos financeiros em termos de direitos, riscos e benefícios.


Direitos: Como acionista, você tem o direito de votar em assembleias gerais e participar das decisões da empresa, dependendo do tipo de ação que possui. Em contraste, detentores de outros instrumentos, como títulos ou debêntures, não têm direitos de voto na empresa emissora.


Riscos e retornos: Ações são consideradas investimentos de renda variável, o que significa que seus retornos e seu valor podem variar significativamente ao longo do tempo, podendo gerar tanto lucros expressivos quanto prejuízos. Por outro lado, alguns instrumentos financeiros, como títulos de renda fixa, oferecem retornos predefinidos ao investidor, e o risco associado é geralmente menor.


Dividendos versus Juros: Acionistas têm a possibilidade de receber dividendos, que são uma parcela dos lucros da empresa. Estes são distribuídos conforme a política de dividendos da empresa e a quantidade de ações que o investidor possui. Já outros instrumentos financeiros, como os títulos de renda fixa, pagam juros periódicos ao investidor.


Liquidez: Ações negociadas em bolsas de valores têm liquidez variável, dependendo da demanda e oferta do mercado. Alguns instrumentos de renda fixa, especialmente aqueles de longo prazo, podem não ter a mesma liquidez, tornando mais demorado o processo de conversão em dinheiro.


Em suma, ações representam uma oportunidade única de investimento que permite aos investidores participarem diretamente do sucesso (ou fracasso) de uma empresa. Como qualquer investimento, possui riscos, mas também pode oferecer recompensas significativas. Comparativamente a outros instrumentos financeiros, a propriedade de ações traz um conjunto distinto de direitos e responsabilidades.


Operar Agora

* Obtenha uma Conta Demo gratuita com $50.000 de dinheiro virtual

Ações Ordinárias (ON)

Ações Ordinárias (ON) são uma classe de ações que conferem ao seu titular o direito de voto nas assembleias gerais da empresa. São, por definição, a representação do capital social da empresa, proporcionando aos acionistas a participação direta nas decisões da corporação.


No Brasil, ações ordinárias são identificadas pelo código "3" ao final do ticker de negociação na bolsa de valores (por exemplo: PETR3, que se refere às ações ordinárias da Petrobras).

Os acionistas que possuem ações ordinárias têm diversos direitos, entre os quais se destacam:


1.Direito de Voto: A característica principal das ações ON é o direito de voto nas assembleias gerais, permitindo ao acionista influenciar as decisões da empresa. Quanto maior a quantiade de ações ON que possui, maior será o seu poder de voto.


2.Recebimento de Dividendos: Assim como outros tipos de ações, os detentores de ações ON têm direito a receber dividendos, que são parte dos lucros distribuídos pela empresa.


3.Direito de Subscrição: No caso de a empresa emitir novas ações, acionistas ordinários têm preferência na compra dessas novas ações, mantendo sua proporção de participação na empresa.


4.Bonificações: Bonificações são outra forma de remunerar o acionista, porém, em vez de distribuir pagamento na forma de dinheiro, a empresa distribui novas ações a uma proporção definida. Ou seja, quanto mais ações você já possuir antes da bonificação, mais cotas receberá na data de distribuição.


Agora, para facilitar a compreensão, vamos listar brevemente as vantagens e desvantagens das ações ordinárias, as quais não difere muito dos outros tipos de ações.


Ações  Ordinárias (ON)

Vantagens

Desvantagens

1.Participação ativa:Por terem direito a voto, os acionistas ordinários podem influenciar as decisões da empresa. Porém, geralmente, o investidor precisa ter uma quantidade robusta de ações para poder exercer uma influência significativa nas decisões.


2.Potencial de valorização:Se a empresa crescer e prosperar, as ações ordinárias podem se valorizar significativamente. O mesmo acontece para outros tipos de ações, sendo uma vantagem geral deste tipo de investimento.

1.Risco:Ações ON, assim como os outros tipos de ações, etsão sujeitas às oscilações do mercado, o que significa que o investidor pode enfrentar volatilidade e até mesmo perdas.


2.Dividendos variáveis:O valor dos dividendos pode variar conforme o desempenho da empresa, diferentemente de um título de renda fixa, que promete ganhos periódicos ao longo do tempo.


No mercado brasileiro, várias empresas de capital aberto oferecem ações ordinárias para negociação. Alguns exemplos incluem:


-Petrobras (PETR3): Representa as ações ordinárias da principal empresa de petróleo do Brasil.

-Vale (VALE3): Refere-se às ações ordinárias de uma das maiores exportadoras de minério de ferro do mundo.

-Itaú Unibanco (ITUB3): São as ações ordinárias do maior banco privado do Brasil.


Para um investidor interessado em ter voz ativa nas decisões das empresas e que está disposto a assumir os riscos inerentes à renda variável, as ações ordinárias podem ser uma opção atrativa. Contudo, é fundamental entender as características e responsabilidades associadas a esse tipo de investimento.

Ações Preferenciais (PN)

Ações Preferenciais (PN) são uma classe de ações que, em geral, não conferem ao seu titular o direito de voto ou o fazem de forma restrita nas assembleias gerais da empresa. O nome "preferencial" deriva do fato de que os titulares destas ações têm preferência no recebimento de dividendos e/ou no reembolso de capital, em caso de liquidação da empresa.


Em alguns casos, o estatuto da empresa define uma porcentagem fixa de dividendos que os detentores de ações PN receberão a mais do que os que possuem ações ON. Por exemplo, o Banco Santander Brasil distribui sempre 10% a mais de dividendos para as ações PN (SANB4) do que para as ações ON (SANB3).


No contexto da bolsa brasileira, ações preferenciais são frequentemente identificadas pelo código "4" ou "5" ao final do ticker de negociação (por exemplo: PETR4, que se refere às ações preferenciais da Petrobras).


Os acionistas preferenciais têm direitos específicos, que variam conforme estipulado no estatuto da empresa, incluindo:


1.Preferência no recebimento de dividendos: Em geral, as ações preferenciais garantem ao seu titular o recebimento de dividendos fixos ou mínimos. Mesmo que seja um evento raro, muitas vezes a empresa possui um valor limitado de dividendos que pode ser distribuído, não abrangendo toda a base de acionistas da empresa. Neste caso, a prioridade de recebimento será dada aos detentores de ações preferenciais.


2.Preferência no reembolso de capital: Em caso de liquidação da empresa, os acionistas preferenciais geralmente têm prioridade no recebimento de seus investimentos.


3.Direito de voto restrito: A depender do estatuto da empresa, acionistas preferenciais podem ter direito de voto limitado ou em situações específicas.


4.Direito de Subscrição: No caso de a empresa emitir novas ações, acionistas preferenciais, assim como os detentores de ações ordinárias, também possuem o direito de compra dessas novas ações, mantendo sua proporção de participação na empresa.


5.Bonificações: Este tipo de remuneração funciona da mesma forma que para ações ON, com o investidor recebendo novas ações de acordo com o número cotas que já possuía antes do anúncio.


Agora, para facilitar a compreensão, vamos listar brevemente as vantagens e desvantagens das ações preferenciais.


Ações Preferenciais (PN)

Vantagens

Desvantagens

1.Dividendos preferenciais: Acionistas preferenciais têm maior certeza no recebimento de dividendos, pois, caso a empresa não possa arcar com a distribuição para toda a sua base de acionistas, dará prioridade aos detentores de ações PN.


2.Maior liquidez: Em muitos casos, ações preferenciais possuem mais liquidez do que ações ordinárias, pois são mais negociadas na bolsa de valores do que a sua contraparte.

Direito de voto limitado: Em muitos casos, o acionista preferencial não tem direito a voto, o que pode ser desvantajoso em situações onde decisões estratégicas da empresa estão em jogo. Lembrando que isso só será uma desvantagem de fato caso você possua uma participação significativa na empresa.


Diversas empresas de capital aberto no mercado brasileiro oferecem ações preferenciais. Alguns exemplos incluem:


-Petrobras (PETR4): Representa as ações preferenciais da principal companhia de petróleo do Brasil.

-Bradesco (BBDC4): São as ações preferenciais do segundo maior banco privado brasileiro.

-Gerdau (GGBR4): Refere-se às ações preferenciais de uma das maiores siderúrgicas da América Latina.

Units

Units são certificados de depósito de ações, que representam, na verdade, um pacote de ações emitidas por uma mesma companhia. Uma única Unit pode ser composta, por exemplo, por uma ação ordinária e algumas ações preferenciais da empresa emissora.


Ao adquirir uma Unit, o investidor está, na prática, comprando um conjunto de ações em uma única operação, em vez de adquirir cada tipo de ação individualmente.


Uma vez que as Units podem ser compostas por ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN), elas incorporam características de ambas. Isso significa que o investidor que adquire Units pode ter, simultaneamente, direitos de voto (garantidos pelas ações ON) e preferência no recebimento de dividendos ou no reembolso de capital (garantidos pelas ações PN). A proporção de ações ON e PN em uma Unit varia conforme definido pela empresa emissora.


Dito tudo isso, podemos listar alguns dos benefícios de investir em Units em vez de ações individuais, como:


Simplicidade: Ao adquirir Units, o investidor pode diversificar sua carteira com um único ativo, sem a necessidade de adquirir diferentes classes de ações separadamente.


Liquidez: Em algumas situações, as Units podem oferecer maior liquidez no mercado em comparação com ações individuais, especialmente em empresas cujas ações ON têm baixa negociação.


Combinação de benefícios: Como mencionado, o investidor tem acesso tanto aos direitos de voto (ON) quanto aos benefícios financeiros preferenciais (PN) em uma única operação.


Agora, para facilitar a compreensão, vamos listar brevemente as vantagens e desvantagens das Units.


Units

Vantagens

Desvantagens

1.Diversificação:Com uma única transação, o investidor pode ter exposição a diferentes classes de ações.


2.Facilidade de negociação:Em alguns casos, pode ser mais fácil e rápido negociar Units do que ações individuais. Em casos ainda mais raros, as Units são a única opção viável e segura, pois as ações ON e PN possuem baixíssima liquidez.

1.Estrutura fixa:O investidor não tem a flexibilidade de escolher a proporção entre ações ON e PN, uma vez que essa composição é definida pela empresa.


2.Custos:Dependendo da estrutura da operação, pode haver custos associados à conversão das Units em ações individuais, caso o investidor deseje fazer isso.



No mercado brasileiro, várias empresas oferecem Units como alternativa de investimento. Alguns exemplos incluem:


-Santander (SANB11): Cada Unit representa 1 ação ordinária e 4 ações preferenciais do banco Santander Brasil.

-Klabin (KLBN11): As Units da Klabin são compostas por 1 ação ordinária e 4 ações preferenciais da companhia.

-Sanepar (SAPR11): As Units da empresa de saneamento Sanepar combinam 1 ação ordinária com 4 ações preferenciais.


As Units representam uma forma inovadora de se investir em ações, combinando características e benefícios de diferentes classes de ações. É essencial, no entanto, que o investidor entenda a estrutura e características específicas da empresa por trás da Unit antes de investir, para garantir que elas estejam alinhadas aos seus objetivos de investimento.

Como escolher entre ON, PN e Units


Ação Ordinária (ON)

Ação Preferencial (PN)

Units

Vantagens

Confere poder de voto em assembleias ao acionista.

Tem prioridade no recebimento de dividendos ou ativos no caso de liquidação da empresa, além de, geralmente, possuir maior liquidez no mercado.

Combina as vantagens e desvantagens de ambos os tipos de ações individuais na proporção que a Unit é composta.

Desvantagens

Não possui prioridade no recebimento de dividendos e, geralmente, possui menos liquidez no mercado.

Não confere poder de voto em assembleias ao acionista.

Combina as vantagens e desvantagens de ambos os tipos de ações individuais na proporção que a Unit é composta.

Liquidez

Geralmente possuem menor liquidez no mercado.

Geralmente possuem maior liquidez no mercado.

Geralmente possuem maior liquidez no mercado.


Conhecendo o Tag Along, o mecanismo de segurança do investidor

Independentemente do tipo de ação que escolher, é importante conhecer o conceito de “Tag Along” e o benefício que ele proporciona aos acionistas. Ações são inerentemente arriscadas, porém, ações sem Tag Along são ainda mais. Vamos entender melhor.


O Tag Along é um mecanismo de proteção aos acionistas minoritários em caso de venda do controle acionário de uma empresa. Ele se refere ao direito de os acionistas minoritários "acompanharem" a venda sob as mesmas condições (ou seja, pelo mesmo preço e termos) que foram oferecidas aos acionistas controladores.


Suponha que você seja um acionista minoritário de uma empresa. Se um comprador se aproxima dos acionistas controladores e oferece um determinado preço pelas ações deles, o direito de Tag Along garante que você, enquanto acionista minoritário, tenha a opção de vender suas ações pelo mesmo preço ou por um valor pré-estabelecido.


Isso acontece porque muitos investidores não desejam permanecer com as ações da empresa, visto que um novo controlador pode trazer uma nova gestão ou fundamentos com os quais você não concorda ou não acredita. Por isso, o Tag Along é uma oportunidade oferecida aos acionistas minoritários para que eles decidam continuar ou “pular fora” da empresa sem sofrer prejuízos de forma injusta.


Por exemplo, a empresa Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (TRPL3) fornece apenas 80% de Tag Along para as suas ações ON e 0% de Tag Along para suas ações PN. Isso significa que, caso a empresa seja vendida, acionistas de ações ON serão oferecidos apenas 80% do valor de compra, e acionistas de ações PN estarão totalmente desprotegidos.

Conclusão

Ações representam uma fração do capital social de uma empresa e desempenham um papel vital no universo dos investimentos. Enquanto ações diferem significativamente de outros instrumentos financeiros ao conferir participação empresarial, existem diversas categorias dentro desse mundo acionário.


As Ações Ordinárias (ON) destacam-se pelo direito de voto em assembleias, enquanto as Preferenciais (PN) tendem a priorizar o recebimento de dividendos. Paralelamente, as Units surgem como pacotes que combinam esses dois tipos, proporcionando diversificação em uma única transação.


Apesar das ações ON, PN e Units não serem tão diferentes, pois a empresa por trás delas é a mesma, o investidor deve ponderar seu perfil, objetivos e horizonte de investimento, bem como os riscos e potenciais retornos associados a cada categoria.


Além disso, estudar e compreender ações de forma detalhada são fundamentais para alinhar estratégi as de investimento ao crescimento e retorno desejados.


illustration Forex 丨 Índices 丨 Ações 丨 Ouro 丨 Mais Estritamente regulamentado 0 comissão, spreads baixos Alavancagem atrativa de até 1:200 Análise de mercado exclusiva da Trading Central Dicas e insights em primeira mão Suporte multilíngue ao atendimento ao cliente 5/24 Trade em web ou aplicativo

Isenção de responsabilidade: este artigo representa apenas a opinião do autor e não pode ser usado como consultoria de investimento. O conteúdo do artigo é apenas para referência. Os leitores não devem tomar este artigo como base para investimento. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, procure orientação profissional independente para garantir que você entenda os riscos.

 

Os Contratos por Diferença (CFDs) são produtos alavancados que podem resultar na perda de todo o seu capital. Esses produtos não são adequados para todos os clientes; por favor, invista com rigor. Consulte este arquivo para obter mais informações.


Você achou este artigo útil?
Artigos Relacionados
placeholder
TOP 7 Melhores App de bolsa de valores para investir em 2024Esse artigo vai ajudar na escolha do app de bolsa de valores que combine com seu perfil, comparando as opções do mercado e apresentando as vantagens de cada plataforma.
Autor  Thaina GeniselliInsights
Esse artigo vai ajudar na escolha do app de bolsa de valores que combine com seu perfil, comparando as opções do mercado e apresentando as vantagens de cada plataforma.
placeholder
10 Ações Americanas Que Mais Pagam Dividendos No Últimos 5 AnosQuer focar seus investimentos em renda passiva? Veja aqui o ranking das 10 melhores ações americanas que pagam dividendos nos últimos 5 anos.
Autor  Eduardo QueirozInsights
Quer focar seus investimentos em renda passiva? Veja aqui o ranking das 10 melhores ações americanas que pagam dividendos nos últimos 5 anos.
placeholder
5 Melhores Ações da bolsa Americana: Descubra as opções para investirNeste artigo, você aprenderá mais sobre a bolsa americana e também as 5 melhores opçōes detalhadas, com análise feita por nossos experts.
Autor  Thaina GeniselliInsights
Neste artigo, você aprenderá mais sobre a bolsa americana e também as 5 melhores opçōes detalhadas, com análise feita por nossos experts.
placeholder
Quais são as melhores ações para investir em 2024? Veja a listaQuais são as melhores ações para investir em 2024, seja para curto ou longo prazo? Veja aqui uma análise do mercado para o próximo ano.
Autor  Eduardo QueirozInsights
Quais são as melhores ações para investir em 2024, seja para curto ou longo prazo? Veja aqui uma análise do mercado para o próximo ano.
placeholder
Vale a pena investir em ações da Americanas para ganhar dinheiro?Quer saber se vale a pena comprar ações da Americanas? Veja aqui uma análise dos ativos, com informações e dicas para investidores interessados
Autor  Eduardo QueirozInsights
Quer saber se vale a pena comprar ações da Americanas? Veja aqui uma análise dos ativos, com informações e dicas para investidores interessados