Juros na Europa: estes são os próximos passos do BCE na visão da Shroders

Investing.com
Atualizado em 05/06/2024 02:17
Mitrade Team
coverImg
Fonte: DepositPhotos

Investing.com - O Banco Central Europeu deve realizar o primeiro corte de juros na reunião destes mês, seguido de mais três cortes de 25 pontos-base até o final do ano, na visão de Azad Zangana, economista sênior e estrategista da gestora britânica Schroders (LON:SDR), ao comentar sobre os próximos passos da política monetária europeia.

Depois de uma breve recessão técnica no segundo semestre de 2023, a Zona do Euro retomou o crescimento no primeiro trimestre deste ano. "O PIB real aumentou 0,3% em relação ao trimestre anterior, com a Alemanha também acelerando seu crescimento. Itália (0,3%) e Espanha (0,7%) superaram as previsões de consenso, enquanto a França (0,2%) também viu uma ligeira melhoria", ressalta Zangana.

Segundo o especialista, a perspectiva para a Zona do Euro permanece praticamente a mesma: "Uma combinação de inflação mais baixa e flexibilização da política monetária deve estimular a recuperação da demanda. No entanto", acrescenta Zangana, "a mudança estrutural para custos domésticos mais altos de energia e mão de obra sugere que a Europa se beneficiará menos do que no passado com a recuperação do comércio global".

Para a Schroders, as economias dos países com uma moeda única podem surpreender os mercados de forma positiva. "Revisamos para cima nossas estimativas de crescimento do PIB da Zona do Euro de 0,7% para 0,9% para 2024 e mantivemos inalteradas para 2025 em 1,8%. Essas são previsões mais otimistas do que as previsões de consenso de 0,6% e 1,4%, respectivamente".

A inflação provou ser mais persistente do que os analistas inicialmente previram, "em parte devido aos efeitos dos preços da energia, já que os governos eliminaram os subsídios à energia e os eventos geopolíticos no Oriente Médio levaram ao aumento dos preços do petróleo", aponta Zangana.

Por outro lado, a inflação caiu para 2,4% em termos anuais em abril, contra 2,8% três meses antes. "Aumentamos nossas estimativas de inflação de 2,1% para 2,3% para 2024. Embora a queda nos preços do gás no atacado tenha nos levado a reduzir nossa previsão para 2025 para 2,4% em relação aos 2,8% anteriores, é importante notar que nossa previsão é maior do que a estimativa de consenso de 1,9%", revela o especialista.

Com base nesses números, a Schroders prevê que, após quatro cortes em 2024, "o BCE fará mais dois cortes de 25 pontos-base no primeiro trimestre do próximo ano e, em seguida, ficará parado pelo resto de 2025. É provável que a pausa seja forçada pelo ressurgimento de pressões inflacionárias", acrescenta Zangana.

"À medida que a demanda doméstica se recupera e o crescimento volta a ficar acima da tendência", ele argumenta, "a falta de capacidade ociosa, principalmente nos mercados de trabalho, deve fazer com que a inflação salarial volte a subir, forçando as empresas a aumentar os preços de seus produtos".

O economista observa que "embora a Zona do Euro esteja emergindo de uma desaceleração cíclica, as taxas de desemprego permaneceram próximas aos mínimos de dez anos". Uma dinâmica que destaca o impacto do envelhecimento demográfico e do acúmulo de mão de obra.

Isenção de responsabilidade: este artigo representa apenas a opinião do autor e não pode ser usado como consultoria de investimento. O conteúdo do artigo é apenas para referência. Os leitores não devem tomar este artigo como base para investimento. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, procure orientação profissional independente para garantir que você entenda os riscos.

 

Os Contratos por Diferença (CFDs) são produtos alavancados que podem resultar na perda de todo o seu capital. Esses produtos não são adequados para todos os clientes; por favor, invista com rigor. Consulte este arquivo para obter mais informações.


Você achou este artigo útil?
Artigos Relacionados
placeholder
Euro: 3 cenário podem fazer moeda única se desvalorizar frente ao dólarInvesting.com – O euro manteve-se estável em uma faixa de negociação estreita frente ao dólar durante grande parte de 2023. Analistas do UBS projetam que essa estabilidade pode continuar na segunda me
Autor  Investing.com
Investing.com – O euro manteve-se estável em uma faixa de negociação estreita frente ao dólar durante grande parte de 2023. Analistas do UBS projetam que essa estabilidade pode continuar na segunda me
placeholder
Volatilidade nestas moedas estaria relacionada a mudanças políticas e monetáriasInvesting.com – Política e decisões monetárias vêm trazendo volatilidade a diversas moedas, entre elas o euro, franco suíço e o iene japonês. Enquanto as eleições francesas enfraquecem o euro e fortal
Autor  Investing.com
Investing.com – Política e decisões monetárias vêm trazendo volatilidade a diversas moedas, entre elas o euro, franco suíço e o iene japonês. Enquanto as eleições francesas enfraquecem o euro e fortal
placeholder
Anúncio da autoridade monetária japonesa deve enfraquecer o iene – Julius BaerInvesting.com – Após decisão da autoridade monetária japonesa de manter os juros em 0,10%, tendo abandonado anteriormente a política ultrafrouxa com taxas negativas, a percepção com o fim das compras
Autor  Investing.com
Investing.com – Após decisão da autoridade monetária japonesa de manter os juros em 0,10%, tendo abandonado anteriormente a política ultrafrouxa com taxas negativas, a percepção com o fim das compras
placeholder
Investidores americanos estão perdendo o controle do dólar - BofAInvesting.com - Os investidores americanos estão perdendo o controle sobre sua própria moeda, conforme análise do Bank of America (NYSE:BAC) Securities, com o aumento da demanda externa sendo o princi
Autor  Investing.com
Investing.com - Os investidores americanos estão perdendo o controle sobre sua própria moeda, conforme análise do Bank of America (NYSE:BAC) Securities, com o aumento da demanda externa sendo o princi
placeholder
Mudança de postura? Veja o que esperar da próxima reunião do Banco do JapãoInvesting.com - O Banco do Japão (BOJ) deve manter inalterada sua taxa de juros de referência ao término de uma reunião nesta sexta-feira. No entanto, analistas antecipam que o banco central possa end
Autor  Investing.com
Investing.com - O Banco do Japão (BOJ) deve manter inalterada sua taxa de juros de referência ao término de uma reunião nesta sexta-feira. No entanto, analistas antecipam que o banco central possa end