Preço Histórico do Bitcoin Desde 2009: A Valorização ao Longo dos Anos

Minutos
Atualizado em 29/04/2024 07:16
Mitrade Team

Entender o histórico Bitcoin desde 2009 é vital por diversos motivos. Ele mostra padrões que o ativo segue desde seu surgimento, além de também mostrar movimentos gerais do mercado. 

Assim, o artigo abaixo mostrará o valor do Bitcoin em 2009, ano de sua origem, e em outros momentos de grande importância. Somado a isso, comentará sobre as principais mudanças pelas quais a criptomoeda passou, fatores que levaram a valorização e mais. Continue lendo para saber.

O Surgimento do Bitcoin e sua Valor Inicial

Pensada desde o início como uma solução para pagamentos digitais, o Bitcoin levou um certo tempo até ganhar tração. Nesse sentido, apesar do artigo descrevendo seu funcionamento ter sido lançado em 2008, foi apenas em 2009 que o primeiro bloco foi minerado na blockchain.

Assim, analisando o histórico Bitcoin desde 2009, é interessante ver que seu valor era praticamente irrisório no primeiro ano. Com uma facilidade imensa de se minerar e quase nenhum uso fora da comunidade, apenas entusiastas avançados de tecnologia acumulavam o ativo em suas carteiras.

Assim, não era raro que milhares de criptomoedas fossem usadas em negociações simbólicas. Uma das mais famosas é a “pizza mais cara da história”. O termo se refere a uma curiosa anedota: em 2010, Laszlo Hnyecz, entusiasta das criptomoedas, utilizou 10 mil bitcoins para adquirir duas pizzas.

Na época, as pizzas custaram 41 dólares. Atualmente, são precificadas em cerca de 300 milhões, dado o salto no valor do ativo.

Preço histórico do Bitcoin por ano

O valor do bitcoin em 2009 e até mesmo nos três primeiros anos após sua criação não era tão simples de definir. Por não ser negociado em plataformas especializadas e tão pouco ter uma conversão por parte de entidades oficiais, cabia aos usuários definir quando valia.

Após um certo tempo, passou a ser negociado também no mercado cambial. Ou seja, possibilitou-se trocar bitcoins por moedas tradicionais, como dólar, euro e real. Com isso, precificá-lo tornou-se muito mais simples, com um câmbio atualizado momento a momento.

Desde então, o bitcoin e todo o mercado de criptomoedas evoluiu imensamente. A moeda foi adotada por carteiras digitais, plataformas de varejo e até mesmo alguns países, tornando-se muito mais acessível. De grandes investidores até o público geral, o recurso ganhou uma popularidade imensa.

Dito isso, ao analisar o histórico Bitcoin desde 2009, é possível notar vários ciclos de grande valorização, seguidos de correção e estabilização. Tais movimentações possuem um impacto não só no próprio ativo, como no mercado em geral. Abaixo, confira os três ciclos mais notáveis.

Primeira Valorização em 2013

Em 2013, as criptomoedas ainda eram uma tecnologia recente e pouco conhecida. Todavia, já possuía uma base de usuários bem ampla. Além disso, algumas altcoins e projetos derivados do primeiro protocolo de blockchain já estavam em funcionamento ou com data de lançamento.

Desse modo, em 2012 o Bitcoin quebrou o teto de 10 dólares por unidade. Alguns entendiam que esse seria o pico histórico da criptomoeda, já que inicialmente ela valia pouco mais que alguns centavos.

Todavia, de forma impressionante, o Bitcoin continuou valorizando, numa escalada meteórica. De 10 dólares passou para 100, 500 e, no ano seguinte, atingiu pela primeira vez os 1000 dólares por ativo. 

Nesse momento, muitos dos entusiastas originais conseguiram um lucro inacreditável, já que acumulavam milhares de unidades em suas carteiras. Tal escalada de valores chamou atenção de economistas e investidores mais avançados. O Bitcoin demonstrava ser muito mais que uma demonstração tecnológica.

Como contraponto, outro fenômeno surgiu pela primeira vez: a correção após grandes elevações. Assim, após bater pouco mais de 1000 dólares por unidade, o valor do ativo foi corrigido nos dois anos seguintes, mantendo-se num patamar de 500 dólares.

Claro, considerando o valor do Bitcoin em 2009, ainda era um fenômeno extraordinário. Tal ciclo de valorização e correção surpreendeu não só os analistas mais conservadores, mas também os entusiastas com uma visão mais otimista.

O patamar atingido manteve-se relativamente estável entre 2014, 2015 e 2016. As flutuações surgiam por muitas variáveis distintas. Várias delas não eram compreensíveis, devido ao pouco tempo de existência do Bitcoin.

Comece a Negociar Agora

*Registre-se e Receba US$ 500 em Fundos Virtuais*

Boom de 2017 e a Valorização Exponencial

Se em 2013 o Bitcoin era um ativo de alto risco e com volatilidade elevada, em 2017 ele já ocupava um local muito distinto no mercado.  Criptomoedas surgiam de diferentes locais, com projetos de alto nível geridos por nomes proeminentes do ramo financeiro e tecnológico.

Com esse cenário, o patamar de 500 dólares que o ativo ocupava começou a se alterar aos poucos. A flutuação variava, chamando atenção ao retornar ao máximo anterior de 1000 dólares e, após alguns meses, superar tal número. Finalmente, em 2016, o Bitcoin atingiu 10000 dólares por unidade.

Mas o que levou a isso? Inúmeros fatores tiveram uma influência indispensável, sendo um deles a adoção do ativo por setores mais tradicionais de investimentos. Grandes corretoras passaram a listar a criptomoeda entre os serviços de negociação. Inclusive, foi nesse ano que contratos futuros com base no Bitcoin surgiram.

Também, plataformas focadas na compra, venda e gestão de criptomoedas se consolidaram. A Binance, principal nome do setor, surgiu nesse ano. Apesar de atualmente ser possível negociar centenas de ativos por lá, seu foco inicial era claramente no Bitcoin.

Ademais, os 10000 dólares não foram o maior valor que a moeda chegou em 2017. Na verdade, o Bitcoin chegou a incríveis 20000 dólares, antes de passar por uma correção e estabilização já prevista por especialistas.

É preciso comentar que esse ciclo teve impacto em muitas outras criptomoedas. Nesse momento, Ethereum, Solana, Litecoin e Ripple já eram protocolos bem conhecidos, com um volume de negociação em crescimento. Assim, o segmento evoluia cada vez mais. 

Comece a Negociar Agora

*Registre-se e Receba US$ 500 em Fundos Virtuais*

Alta Histórica de 2021

Muitas análises do histórico Bitcoin desde 2009 consideram que a alta de 2017 foi a última de maior impacto. Todavia, é importante considerar também o ciclo de 2021, em que novas barreiras de valor foram quebradas. Se em 2017 os 10000 dólares impressionaram, 2021 mostrava que o Bitcoin tem um potencial bem mais elevado.

Desse modo, entre 2017 e 2021, o mercado de cripto ativos passou a ser influenciado também por derivações de sua tecnologia original. Por exemplo, assinaturas digitais que utilizam o blockchain como medida de autenticação e proteção. 

Governos dos principais países também começaram a se atentar ao mercado de criptomoedas. Nesse sentido, decisões judiciais elucidaram questões como tributação, permissões de negociação em grande volume e uso como garantia em títulos mobiliários.

Em 2018, entretanto, o segmento sofreu com uma queda vertiginosa. No intervalo de alguns meses, saiu de uma linha estável acima dos 6000 dólares e quase retornou ao valor de 2000 dólares. 

Entretanto, essa baixa não foi permanente. Pelo contrário: muitos indicam que foi um impulso, anterior à próxima explosão do Bitcoin.

Com isso, no ano seguinte já retomou sua subida. De mês em mês ganhava tração, até que, entre abril de 2020 e fevereiro de 2021, chegou a máxima de 61000 dólares por unidade. 

Nesse ciclo, também é preciso salientar uma diferença dos anteriores: os altos valores se repetiram no mês seguinte e no final do mesmo ano, antes da já prevista correção. Após 2021, o Bitcoin passou por algumas quedas e manteve-se por um bom tempo abaixo de 30000 dólares.

Comece a Negociar Agora

*Registre-se e Receba US$ 500 em Fundos Virtuais*

Maiores altas e baixas do Bitcoin

Os três ciclos listados acima são notáveis justamente por culminaram nos maiores valores que a moeda já atingiu. Além disso, foram contrastados por fortes correções após as altas, com quedas acentuadas antes de uma estabilização nos gráficos. 

17143728487250

Gráfico histórico de preços do Bitcoin:Fonte CoinMarketCap

Dessa maneira, é possível fazer um resumo das maiores altas e baixas do Bitcoin nesses períodos:

  • 2009: o projeto da blockchain surge na internet e é colocado em prática, com o primeiro bloco sendo minerado;

  • 2011: o Bitcoin passa a valer o mesmo que um dólar pela primeira vez;

  • 2013: a moeda atinge o pico histórico de 1000 dólares, mantendo um patamar de algumas centenas de dólares após a correção;

  • 2017: passa por uma valorização intensa até chegar a 20000 dólares por unidade, antes de se estabilizar;

  • 2021: no último ciclo de alta e correção, chega a 60000 dólares. Depois, passa uma grande queda, beirando os 15000 dólares em 2022.

Vale a pena analisar mais a fundo a flutuação do ativo, principalmente se deseja ter uma ideia mais sólida das tendências e padrões que o Bitcoin segue.

Comece a Negociar Agora

*Registre-se e Receba US$ 500 em Fundos Virtuais*

Tendências de preço do Bitcoin nos últimos anos

Muitos enxergam padrões nas altas e baixas da criptomoeda. Várias métricas apontam nesse sentido, podendo ser utilizadas para prever as movimentações nos próximos ciclos. 

Todavia, é preciso considerar que, a cada ano, novos fatores são adicionados ao mercado. Isso torna as análises mais complexas, detalhadas e com certa dose de arbitrariedade. Em resumo: é possível enxergar tendências no Bitcoin, mas sem total previsão sobre as mudanças.

Potencial de Investimento do Bitcoin

Notou como o Bitcoin passou por muitas altas desde seu surgimento? Pouquíssimos outros ativos tiveram altas tão acentuadas, com ainda menos exemplos em que isso ocorreu repetidas vezes. Por isso, é muito importante dar atenção ao potencial que o Bitcoin possui.

Assim, se você tem interesse em saber mais sobre essa e outras criptomoedas, continue acompanhando os artigos publicados aqui. De análises históricas até novas altcoins, você ficará por dentro do que há de mais relevante.

illustration Forex 丨 Índices 丨 Ações 丨 Cripto 丨 Mais Estritamente regulamentado 0 comissão, spreads baixos Alavancagem atrativa de até 1:200 & tight spreads Análise de mercado exclusiva da Trading Central Dicas e insights em primeira mão Suporte multilíngue ao atendimento ao cliente 5/24 Trade on web or app

Isenção de responsabilidade: este artigo representa apenas a opinião do autor e não pode ser usado como consultoria de investimento. O conteúdo do artigo é apenas para referência. Os leitores não devem tomar este artigo como base para investimento. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, procure orientação profissional independente para garantir que você entenda os riscos.

 

Os Contratos por Diferença (CFDs) são produtos alavancados que podem resultar na perda de todo o seu capital. Esses produtos não são adequados para todos os clientes; por favor, invista com rigor. Consulte este arquivo para obter mais informações.


Você achou este artigo útil?
Artigos Relacionados
placeholder
Top 7 Melhores Lugares para Comprar BitcoinAo escolher o melhor lugar para comprar Bitcoin, é fundamental considerar a segurança e a experiência do usuário. O local escolhido deve oferecer uma plataforma segura e intuitiva, facilitando a compra e venda de Bitcoin, ao mesmo tempo que fornece recursos robustos de segurança para proteger os ativos dos investidores.
Autor  Killian AlexandreInsights
Ao escolher o melhor lugar para comprar Bitcoin, é fundamental considerar a segurança e a experiência do usuário. O local escolhido deve oferecer uma plataforma segura e intuitiva, facilitando a compra e venda de Bitcoin, ao mesmo tempo que fornece recursos robustos de segurança para proteger os ativos dos investidores.
placeholder
Top 10 Criptomoedas Promissoras para Investir com Potencial Explosivo em 2025Veja aqui uma lista com as 10 criptomoedas promissoras para 2025, com informações sobre o mercado, dicas para iniciantes e muito mais.
Autor  Eduardo QueirozInsights
Veja aqui uma lista com as 10 criptomoedas promissoras para 2025, com informações sobre o mercado, dicas para iniciantes e muito mais.
placeholder
Próximo halving do Bitcoin: O que esperar e como se prepararPara a comunidade cripto, o halving é um evento importante e isso acontece por bons motivos. Além do lançamento de novas fatias da moeda no mercado, o halving vem, por padrão, acompanhado de uma valorização geral da moeda, como vimos nos eventos passados. Isso ocorre especialmente pelo fator de escassez e demanda, que explicaremos ao longo deste artigo.
Autor  Thaina GeniselliInsights
Para a comunidade cripto, o halving é um evento importante e isso acontece por bons motivos. Além do lançamento de novas fatias da moeda no mercado, o halving vem, por padrão, acompanhado de uma valorização geral da moeda, como vimos nos eventos passados. Isso ocorre especialmente pelo fator de escassez e demanda, que explicaremos ao longo deste artigo.
placeholder
Previsão do Bitcoin para 2024: O Preço Ainda Vai Subir Após o Halving do Bitcoin?Busca pela previsão Bitcoin 2024? Confira aqui uma análise completa do criptoativo, incluindo comentários sobre o halving.
Autor  Eduardo QueirozInsights
Busca pela previsão Bitcoin 2024? Confira aqui uma análise completa do criptoativo, incluindo comentários sobre o halving.
placeholder
Como Ganhar Bitcoin Grátis em 2024: Veja as ManeirasQuer saber como ganhar bitcoin grátis em 2024? Veja aqui os 5 métodos principais, comentários sobre o mercado e dicas para iniciantes.
Autor  Eduardo QueirozInsights
Quer saber como ganhar bitcoin grátis em 2024? Veja aqui os 5 métodos principais, comentários sobre o mercado e dicas para iniciantes.