O Mitrade Insights dedica-se a fornecer aos investidores informações financeiras ricas, oportunas e valiosas para ajudá-los a entender a situação do mercado e encontrar oportunidades de negociação oportunas.
    2021
    Melhor Provedor de Notícias e Análise
    FxDailyInfo
    2022
    Melhores Recursos Educacionais de Forex Global
    International Business Magazine

    Como comprar ações na Bolsa de Valores:Dicas essenciais para investidores iniciantes

    Minutos
    Atualizado em 10/10/2023 06:22
    Mitrade Team

    Saber como comprar ações é uma questão de suma importância. Afinal, esse segmento traz um leque de oportunidades incomparável, mas também exige um mínimo conhecimento e preparo para quem deseja ser bem-sucedido.

    Nesse aspecto, este guia traz uma introdução ao tema, explicando os principais conceitos, exigências e ferramentas. Além disso, irá indicar onde comprar ações e trazer algumas dicas para um início sem problemas. Continue lendo para saber mais.

    O que é uma Bolsa de Valores?

    Quem deseja negociar ações precisa entender alguns conceitos básicos, como mencionamos acima. Cada um deles está interligado e, para compreender como comprar ações, é importante seguir uma ordem lógica. É justamente isso que os tópicos a seguir trazem.


    A. Ações 

    As ações, também conhecidas como “papéis”, são “pedaços” de empresas. Mais precisamente, uma ação é uma fração do capital social de uma sociedade anônima, uma categoria específica de empresa existente em praticamente todo o planeta. Já o conceito de capital social é um pouco mais complexo e, por hora, basta saber que as ações são parte dele.

    Ademais, é preciso saber que há dois tipos de ações: ordinárias nominativas (ON), em que o acionista possui direito de voto em assembleia, mas sem receber dividendos; preferenciais nominativas (PN), em que o acionista não possui direito de voto (geralmente), mas recebe dividendos.

    Há exceções, com empresas que oferecem mais benefícios ou direitos, ou seguem uma abordagem distinta. Todavia, há limitações impostas tanto pelas bolsas de valores, como por legislações governamentais e de órgãos regulamentadores. 

    Indo além, as ações adquiridas passam a compor sua “carteira de ativos”. Em suma, essa carteira é composta por diferentes itens, como títulos, investimentos em fundos e, logicamente, as próprias ações.


    B. Empresas de capital aberto

    Toda empresa da categoria “sociedade anônima” é composta por ações. Todavia, nem todas as companhias permitem que qualquer pessoa adquira partes de seu capital. Dessa forma, para investidores da bolsa de valores, negocia-se apenas ações de companhias de capital aberto.

    Basicamente, são organizações que colocam seus papéis para venda pública, no que é chamado de “IPO”, ou “Initial Public Offering”. Com esse movimento, recebem um grande aporte, vindo justamente de quem adquiriu as ações.


    C. Bolsa de Valores

    Um dos conceitos principais ao entender como comprar ações é justamente o da bolsa de valores. Unindo os dois termos que explicamos acima, as bolsas de valores são justamente onde as ações das empresas de capital aberto são negociadas.

    Indo além, após a abertura de capital, as ações compradas podem ser revendidas por quem as adquiriu. Entretanto, há um grande diferencial: as ações não precisam ser negociadas pelo valor original. 

    É justamente por isso que tantas pessoas se interessam em como comprar ações: além de possibilitarem o ganho com dividendos, ainda é possível lucrar com a variação de preços na compra e venda dos papéis. 

    Mais especificamente, essa mudança de valores foi batizada de “flutuação” e depende de vários fatores. Resultados da companhia em determinado período, mudanças no mercado, novas tecnologias e assim por diante. 

    Voltando para as bolsas de valores, elas são geridas por organizações específicas e existem em centenas de países. Na lista abaixo estão exemplos bem conhecidos:

    B3: atualmente, a principal e mais relevante bolsa de valores brasileira, sediada em São Paulo. Figura entre as maiores do planeta, com mais de 17 milhões de investidores;

    Bolsa de Valores de Nova Iorque: existe desde 1817 e é a maior do planeta em termos de mercado de capitais, ultrapassando 20 trilhões de dólares;

    Bolsa de Valores de Tóquio: a maior bolsa de valores da Ásia foi fundada em 1878 e tem um valor de mercado acima de 5 trilhões de dólares;

    Euronext: sediada em Paris, reúne as maiores companhias europeias, além de também ser um dos principais operadores no mercado de câmbio.

    Também vale a pena ficar atento às bolsas de valores de Hong Kong, Mumbai e Sidney, dentre outras.


    D. Outros conceitos importantes

    O que mais um investidor precisa saber ao estudar sobre como comprar ações? Poderíamos listar ou explicar centenas de assuntos, mas vamos reunir apenas o que é mais útil para o investidor iniciante:

    Corretora de valores: são organizações responsáveis por intermediar a compra das ações pelos investidores. Ou seja: se você quer saber onde comprar ações e como fazer isso, precisará de uma corretora confiável, eficiente e moderna;

    Dividendos: os já mencionados dividendos são a parte do lucro que é distribuído para os acionistas. Como já explicado, nem todas as ações dão direito a dividendos, sendo necessário ter muita atenção durante seus investimentos;

    ● Trading: são as negociações feitas. Em resumo, após aprender a como comprar ações e começar seus investimentos, você estará fazendo o “trading”. Há subcategorias, como o day-trading, praticado por quem compra e vende ações diariamente;

    ● Liquidez: refere-se a quão rápido uma ação pode ser convertida em dinheiro;

    ● Volatilidade: como já explicado, o valor de uma ação pode mudar com o passar do tempo. A volatilidade se refere justamente à frequência em que esse valor flutua e ao grau de flutuação.

    Outros termos, conceitos, organizações e muitos outros temas vão surgir conforme você aprende a como comprar ações. Todavia, a partir do que foi explicado nesses tópicos, já será possível entender como o mercado funciona e expandir seu conhecimento sem dificuldades.

    Passo a passo sobre como comprar ações na Bolsa de Valores

    Após explicar todos esses conceitos, vamos para o principal objetivo deste artigo: mostrar como comprar ações, na prática. 

    Na verdade, para entender como comprar ações, é melhor explorar cada procedimento de forma separada e, após isso, aplicar todos em conjunto. É exatamente isso que faremos a seguir.


    1. Escolha uma corretora de alto nível

    O primeiro passo é decidir onde comprar ações. Apesar da Bolsa de Valores ser a responsável por gerir o mercado, os investidores não podem adquiri-las diretamente. Para isso, usarão uma corretora de valores, o já citado intermediador entre as duas partes. 

    Nesse sentido, você precisará se registrar e fazer alguns passos extras. Por exemplo, criar um perfil de investimento (explicaremos melhor mais a frente), informar formas de pagamento ou depositar saldo, verificar sua identidade e assim por diante.

    Aliás, vale a pena nos aprofundar na importância de uma boa corretora de valores. Mais do que uma forma de adquirir suas ações, essa empresa irá gerir sua carteira de ações, ajudar com procedimentos secundários, tirar dúvidas e contribuir para simplificar sua experiência.

    Por isso, sempre avalie esses fatores:

    Confiabilidade: confira se a corretora possui todas as autorizações e licenças de funcionamento. Além disso, busque saber qual a opinião de clientes do serviço, seja no Brasil ou em outras regiões;

    ● Segurança: uma boa corretora de valores deve proteger seus dados com diferentes tecnologias. Isso inclui oferecer formas aprimoradas de login, seja por dupla verificação, com apps de autenticação, etc.;

    ● Usabilidade: ao aprender a como comprar ações, é importante focar nas decisões financeiras, sem se preocupar com sistemas muito complexos ou não-amigáveis para iniciantes. Nesse sentido, escolha serviços com plataformas intuitivas;

    ● Taxas: as corretoras precisam cobrar taxas em alguns procedimentos, justamente para operarem suas operações. Antes de se tornar cliente, confira qual porcentagem é praticada, se há cobranças fixas, etc.

    Use os 4 critérios acima como referências durante suas escolhas. Além disso, busque aprimorar seu conhecimento, estudando por meio de fontes confiáveis.


    2.Defina seu perfil de investimento

    Antes de efetivamente adquirir ações para sua carteira, é preciso definir um perfil de investimento. Tal perfil irá indicar a abordagem que você prefere para as aquisições. Atualmente, a maioria dos especialistas divide os acionistas em três categorias:

    ● Conservadores: avessos a riscos, preferem focar em liquidez e baixa volatilidade. Por exemplo, em vez de buscar ganhos com a flutuação na bolsa de valores, adquirem ações que vão gerar dividendos;

    ● Moderados: costumam dividir seus investimentos, com parte deles em ações mais “estáveis” e parte deles em opções mais voláteis. Buscam manter uma base sem tantas oscilações, enquanto buscam oportunidades mais rentáveis com o restante;

    ● Agressivo: buscando o máximo de lucro possível, possuem uma tolerância maior a possíveis perdas. São investidores que ganham com a oscilação do mercado, praticando o lema “comprar na baixa e vender na alta”.

    Claro, os três perfis acima são simples reduções, já que cada investidor terá suas particularidades. Todavia, é sempre interessante pensar nos seus investimentos a partir destes referenciais.

    Ainda, eles são úteis justamente para sua corretora lhe indicar aplicações que fazem mais sentido de acordo com suas expectativas. Por exemplo, se você não pode acompanhar sua carteira diariamente, ações muito voláteis não lhe serão indicadas.


    3.Estude o mercado e adquira suas primeiras ações

    Com sua conta criada e um perfil definido, você deverá analisar as opções disponíveis para sua carteira. Nesse sentido, estudar o mercado de ações é algo complexo, já que muitas variáveis impactam em cada decisão.

    Então, como um investidor iniciante pode escolher suas primeiras ações? Os investidores podem usar estes critérios:

    ● Empresa: ações não são apenas números. Elas representam parte de uma companhia. Por isso, sempre pesquise a área de atuação da empresa, sócios majoritários, relatórios recentes, patrimônio, dívidas, ativos, políticas internas, etc.;

    ● Volatilidade x Liquidez: como já explicamos antes, os conceitos de volatilidade e liquidez influenciam na flutuação dos valores e na facilidade com que você venderá uma ação. Ambos devem ser considerados de formas diferentes, conforme seu perfil de investimento;

    ● Futuro: ao entender como comprar ações, é preciso ter um grande foco no futuro dos seus investimentos. Em outras palavras, ao adquirir papéis de uma empresa, evite investir por impulso. O bem-sucedido investidor Warren Buffet possui uma alegoria interessante sobre isso: “Alguém está sentado na sombra de uma árvore nos presente apenas porque alguém a plantou no passado” ;

    ● Outros indicadores: há centenas de indicadores a serem analisados. Por exemplo, Ibovespa, SELIC, valores de certas comoddites e muitos outros. Dessa forma, quando possível, busque entender o que cada um indica e considerá-los nas escolhas da sua carteira.

    Não há uma fórmula ou um método perfeito quando se fala de como comprar ações. Em vez disso, é preciso estudar diversos fatores. Desde dados do passado, até previsões de médio e longo prazo, tudo pode ser um diferencial na sua escolha.

    Ainda, escolher onde comprar ações também impacta nos pontos acima. Afinal, uma boa corretora lhe dará suporte até mesmo para entender se uma ação realmente vale a pena.

    Deposite e ganhe até US$ 100.

    Trading no mercado de Ações Deposite e ganhe até US$ 100.
    illustration

    Principais maneiras de comprar ações

    Iniciantes que buscam como comprar ações podem se deparar com tutoriais que mostram informações totalmente diferentes. Apesar de parecer algo confuso, há, sim, diferentes formas de adquirir esse tipo de ativo. Assim, estas são as principais:

    Comprando ações diretamente: a forma mais básica é selecionar e comprar ações específicas disponíveis no mercado. É possível até mesmo comprar lotes, caso você deseje fazer uma alocação mais volumosa de uma só vez;

    ■ Fundos de investimento: os fundos de investimento são conjuntos de ações geridas por especialistas da área. Com eles, em vez de comprar uma ação ou um pacote delas, você adquire uma cota do fundo, recebendo a distribuição do lucro que o fundo obter;

    ■ Clube de investimento: clubes de investimento são, de certa forma, fundos em menor proporção. Em vez de reunir o capital de milhares de pessoas, os clubes são compostos por conhecidos, que juntam suas capacidades financeiras em prol de obter mais capacidade de aquisição;

    ■ ETF (Exchange Traded Funds): por fim, ainda é possível investir em ações ao adquirir ETF. Basicamente, são pacotes com diversos papéis, vindos de várias empresas. São úteis para diversificar sua carteira, apesar de mais custos, geralmente.

    Desse modo, se quer saber como comprar ações, será mais proveitoso iniciar por essas 4 modalidades.

    Gerenciando seus investimentos em ações

    Com ações compradas e uma carteira sólida, o passo seguinte é gerir seu capital, buscando não só evitar prejuízos, mas ter uma rentabilidade contínua. Nesse aspecto, dentre várias abordagens, podemos indicar as seguintes como úteis tanto no início, como após um bom tempo investindo:

    Controle de custos: taxas, mensalidades, comissões, impostos… os custos secundários não devem impactar significativamente seus investimentos. Por isso, enquanto gerencia sua carteira, fique muito atento a quanto da sua rentabilidade vai para essas questões;

    ■ Longo prazo: apesar de já termos abordado tal questão, é preciso focar no futuro ao gerenciar suas ações. Por exemplo, em vez de vender papéis com desvalorizações abruptas, estude se as flutuações são normais e porque estão acontecendo;

    ■ Expanda: mesmo que tenha uma carteira estável, com boa rentabilidade, não fique estagnado. Sempre que possível, expanda seus ativos, aproveitando boas oportunidades e momentos favoráveis;

    ■ Diversifique: pense em dois investidores, um com toda sua carteira numa única área do mercado, outro com ações em vários segmentos. Qual está mais sujeito a prejuízos? Obviamente, aquele que diversifica será menos impactado por baixas abruptas ou contínuas em determinadores setores;

    ■ Redistribua os dividendos e lucros: por fim, lembre-se de utilizar os ganhos da sua carteira para torná-la ainda mais sólida. Inclusive, é uma questão a ser considerada em conjunto com o cálculo de possíveis tributos, como o imposto de renda.

    Saber como gerenciar é tão importante quanto saber como comprar ações. Considere os pontos que mostramos acima para viabilizar seus investimentos mesmo no futuro distante.

    Dicas adicionais para investidores iniciantes

    Antes de finalizar nosso guia sobre como comprar ações, entendemos que há alguns pontos extras muito úteis para potenciais investidores. Tendo em vista que o segmento é tão amplo, mesmo os acionistas mais experientes ainda podem tirar proveito de orientações extras.

    Assim, uma das dicas mais úteis é estabelecer objetivos claros e possíveis, mas ambiciosos. Carlos Slim,  bilionário mexicano com investimentos em várias áreas, diz o seguinte: “Seja prático. Tenha objetivos alcançáveis e realistas”. 

    Por falar em objetivos, investidores bem-sucedidos compartilham uma característica: avaliam cada decisão minuciosamente, aprendendo com seus erros e acertos. O já citado Slim também afirma “Com uma boa visão da história, podemos entender o passado e presente, gerando uma visão clara do futuro”.

    Conclusão

    Atualmente, saber como comprar ações é uma necessidade para qualquer um que deseja investir. Nesse sentido, as diferentes ferramentas, procedimentos e dados disponíveis tornam a experiência mais simples, apesar de ainda exigir um bom preparo.

    Usando este guia como base, você poderá se aprofundar nesta atividade com referências sólidas, sabendo quais passos tomar até os momentos finais. Dessa forma, para mais orientações, novidades e estratégias, continue acompanhando nossos artigos.

    illustration Forex 丨 Índices 丨 Ações 丨 Cripto 丨 Mais Estritamente regulamentado 0 comissão, spreads baixos Alavancagem atrativa de até 1:200 & tight spreads Análise de mercado exclusiva da Trading Central Dicas e insights em primeira mão Suporte multilíngue ao atendimento ao cliente 5/24 Trade on web or app

    Isenção de responsabilidade: este artigo representa apenas a opinião do autor e não pode ser usado como consultoria de investimento. O conteúdo do artigo é apenas para referência. Os leitores não devem tomar este artigo como base para investimento. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, procure orientação profissional independente para garantir que você entenda os riscos.

     

    Os Contratos por Diferença (CFDs) são produtos alavancados que podem resultar na perda de todo o seu capital. Esses produtos não são adequados para todos os clientes; por favor, invista com rigor. Consulte este arquivo para obter mais informações.


    Você achou este artigo útil?
    Artigos Relacionados
    placeholder
    TOP 7 Melhores App de bolsa de valores para investir em 2023Esse artigo vai ajudar na escolha do app de bolsa de valores que combine com seu perfil, comparando as opções do mercado e apresentando as vantagens de cada plataforma.
    Autor  Thaina Geniselli
    Esse artigo vai ajudar na escolha do app de bolsa de valores que combine com seu perfil, comparando as opções do mercado e apresentando as vantagens de cada plataforma.
    placeholder
    5 Melhores Ações da bolsa Americana: Descubra as opções para investirNeste artigo, você aprenderá mais sobre a bolsa americana e também as 5 melhores opçōes detalhadas, com análise feita por nossos experts.
    Autor  Thaina Geniselli
    Neste artigo, você aprenderá mais sobre a bolsa americana e também as 5 melhores opçōes detalhadas, com análise feita por nossos experts.
    placeholder
    Vale a pena investir em ações da Americanas para ganhar dinheiro?Quer saber se vale a pena comprar ações da Americanas? Veja aqui uma análise dos ativos, com informações e dicas para investidores interessados
    Autor  Eduardo Queiroz
    Quer saber se vale a pena comprar ações da Americanas? Veja aqui uma análise dos ativos, com informações e dicas para investidores interessados
    placeholder
    10 Ações Americanas Que Mais Pagam Dividendos No Últimos 5 AnosQuer focar seus investimentos em renda passiva? Veja aqui o ranking das 10 melhores ações americanas que pagam dividendos nos últimos 5 anos.
    Autor  Eduardo Queiroz
    Quer focar seus investimentos em renda passiva? Veja aqui o ranking das 10 melhores ações americanas que pagam dividendos nos últimos 5 anos.
    placeholder
    Quais são as melhores ações para investir em 2024? Veja a listaQuais são as melhores ações para investir em 2024, seja para curto ou longo prazo? Veja aqui uma análise do mercado para o próximo ano.
    Autor  Eduardo Queiroz
    Quais são as melhores ações para investir em 2024, seja para curto ou longo prazo? Veja aqui uma análise do mercado para o próximo ano.