O Mitrade Insights dedica-se a fornecer aos investidores informações financeiras ricas, oportunas e valiosas para ajudá-los a entender a situação do mercado e encontrar oportunidades de negociação oportunas.
    2021
    Melhor Provedor de Notícias e Análise
    FxDailyInfo
    2022
    Melhores Recursos Educacionais de Forex Global
    International Business Magazine

    O que é DeFi? Explorando o futuro das finanças descentralizadas

    Minutos
    Atualizado em 20/09/2023 01:55
    Mitrade Team

    O DeFi é um conceito amplo e está cada vez mais presente entre os investimentos dos brasileiros. Você conhece bem o termo e sabe como isso pode melhorar sua rentabilidade? Acompanhe nosso artigo e saiba tudo sobre finanças descentralizadas.

    Finanças Descentralizas ou DeFi - a sigla inglesa e nome mais conhecido para esse termo - já são consideradas como o futuro das negociações financeiras. E os brasileiros também aderiram a essa tendência de negócios, se destacando como apoiadores da ideia.

    De acordo com uma pesquisa realizada no final de 2022, pela empresa Huobi, o Brasil já é o segundo país do mundo com o maior uso das finanças descentralizadas - DeFi, ficando atrás somente dos Estados Unidos em número de volume.

    Essa notícia, no entanto, não é nenhuma surpresa, dado o fato que somos um dos países com mais investidores em criptomoedas e, com uma busca crescente por inversões que fogem do mercado tradicional, prezando sempre por autonomia e maior rentabilidade.

    Assim, o investidor brasileiro tem comprado cada vez mais criptomoedas, explorado o mercado e descobrindo todas as vantagens de aplicações rentáveis, autônomas e confiáveis, como DeFi. Mas, se o termo ainda parece confuso para você, continue conosco e conheça as aplicações das finanças descentralizadas e suas principais tendências de futuro.  

    O que é DeFi?

    DeFi diz respeito a uma vasta gama de aplicações e projetos que rodam no ambiente de blockchain e, que possuem como principal característica sua independência em relação ao governo.

    As finanças descentralizadas operam de forma digital com o uso de ferramentas tecnológicas que possibilitam uma movimentação financeira com muitas vantagens, como, por exemplo, o baixo custo de operações. Mas o DeFi vai muito além de movimentar dinheiro em um ambiente online.

    Como comentamos, o termo finanças descentralizadas ou DeFi é amplo e abrange um conceito muito maior do que um simples investimento ou criptomoeda. O DeFi foi criado com um objetivo bem claro, descentralizar as operações econômicas e viabilizar novas formas de movimentar o que chamamos de bens e serviços.

    O início do DeFi se deu juntamente e, principalmente, com as redes de blockchain.  Foi a rede Ethereum, com o uso dos seus smart contracts ou contratos inteligentes, que viabilizou o desenvolvimento das finanças descentralizadas e impulsionou o segmento.

    Desde então, com a ajuda do sistema blockchain, o DeFi atingiu o patamar de negociação do futuro, criando um mundo de oportunidades para todos os investidores. O DeFi deslanchou em 2017 e, a partir daí, abriu o leque para que as finanças pudessem ser movimentadas de maneira mais simples e nunca antes imaginada.

    Como o DeFi funciona

    O DeFi funciona através da blockchain. Se você ainda não sabe o que é blockchain, está na hora de aprender: blockchain é um sistema de banco de dados que permite compartilhar, de forma transparente, rápida e segura, informações de determinada empresa.

    Vale dizer que as transações DeFi podem operar de acordo seu próprio protocolo, baseadas na rede blockchain. Mas, em geral, esses protocolos apresentam características semelhantes, sendo elas listadas abaixo.

    Uso da rede. Mesmo sendo possível operar com qualquer blockchain, a rede Ethereum ainda é a mais utilizada e conhecida para uso do DeFi.

    Smart Contracts ou Contratos Inteligentes. Todas as transações DeFi acontecem de maneira transparente e rápida, em um ecossistema tecnólogico aberto.

    Validação. A validação das negociações são feitas através da tecnologia blockchain, que verifica, descentraliza e valida toda a operação.

    Descentralização. Essa é a característica mais interessante. Todas as operações DeFi possuem autonomia, ou seja, não são controladas por nenhum tipo de governo, banco tradicional ou mesmo dependem de sistemas tradicionais de pagamento.

    Principais aplicações de DeFi

    E, na prática, quais são as aplicações de DeFi? As finanças descentralizadas viabilizaram formas de movimentar valores como nunca antes vistas e, com total autonomia do governo.

    As principais aplicações de DeFi dizem respeito, especialmente, a:

    -    Empréstimos de criptomoedas. O usuário pode pegar empréstimos com taxas mais baixas, pois afinal, não está sujeito aos altos valores cobrados por bancos tradicionais. Também é possível o recebimento de valores através de emprestar criptomoedas. Aqui, o usuário recebe os juros de emprestar suas cripto.

    -    Stabelecoins. São as criptomoedas que possuem valor pareado a algum ativo tradicional, como o ouro ou moedas tradicionais, como o dólar. Um bom exemplo de stabelecoins é o Tether - USDT, que possui sempre o mesmo valor que o dólar e acompanha a variação dessa moeda fiduciária.

    -    Exchanges Descentralizadas. Também chamadas de DEX, as corretoras de criptomoedas são locais onde os usuários podem operar e negociar criptomoedas entre si, no sistema peer-to-peer, sem intermediários e com taxas pré-definidas. Neste tipo de exchange, tudo é controlado por algoritmos e contratos inteligentes, do protocolo DeFi.

    Vantagens e Desvantagens DeFi

    Agora que você já entendeu o que é DeFi e para que servem as finanças descentralizad, está na hora de saber suas vantagens e desvantagens.

    Compreender o funcionamento foi o primeiro passo para analisar esse tipo de investimento e, agora, seguiremos para uma melhor avaliação, descobrindo se vale a pena investir em DeFi e como fazê-lo. Continue acompanhando.


    Vantagens DeFi

      Autonomia. O usuário opera todos os seus ativos com autocustódia e decide como e quando negociar.

      Gera renda passiva. Você pode emprestar suas criptomoedas e receber juros por isso, ou seja, mais uma oportunidade de renda passiva.

      Custos mais baixos. Por ser um sistema descentralizado, o DeFi possui taxas mais baixas do que o sistema tradicional. Sendo assim, é possível lucrar mais.

      Futuro promissor. O futuro das finanças descentralizadas é promissor, com muitas possibilidades de investimentos e cada vez mais usuários interessados.

      Tecnologia avançada. O DeFi opera com a mais alta tecnologia e preza pelo avanço constante do protocolo, sendo sempre melhorado.


    Desvantagens DeFi

      Volatilidade. Como as criptomoedas, o DeFi também sofre com a volatilidade do mercado que pode ser sentida por meio de altas ou quedas bruscas de valor. Os riscos podem ser reduzidos com um estudo detalhado antes de investir.

      Problemas com segurança. Como toda rede tecnológica, o DeFi também precisa de constante aprimoramento, para não sofrer falhas de segurança. No passado, já houve casos de invasão hacker, prejudicando usuários e investidores. Para se prevenir de ataques e golpes cibernéticos, é preciso estar atento e optar por projetos confiáveis que invistam em segurança.

      Pouco conhecido. A rede blockchain, criptomoedas e DeFi ainda não são conhecidas por todo mundo, o que pode tornar o mercado de investimentos um pouco desafiador para alguns usuários.

    Como investir no DeFi?

    Se você quer saber como investir em DeFi, saiba que é mais simples do que parece. Mesmo quem está começando agora no fascinante mundo das criptomoedas e ativos digitais, pode usufruir destas oportunidades promissoras de inversão.

    Para investir no DeFi você deve primeiro escolher uma corretora de criptomoedas, ou também conhecida como exchange, que ofereça diversidade de moedas, taxas justas e alta confiabilidade do mercado.

    A Mitrade é uma corretora de criptomoedas conceituada e reconhecida como uma das melhores do mundo. Ela é ganhadora de importantes prêmios de qualidade e, oferece aos usuários um ambiente intuitivo e seguro para operar seus ativos digitais, além é claro, de várias opções para investir em DeFi.


    Se você quer saber mais ou abrir hoje mesmo a sua conta na Mitrade, clique aqui!

    Ainda em dúvida sobre as melhores corretoras para investir em criptomoedas em 2023? Confira nosso artigo completo.


    mitrade    
    Começar a negociar no mercado de Cripto

    As melhores criptomoedas DeFi para investir

    Você já sabe que investir em DeFi é simples. Você pode comprar as melhores criptomoedas DeFi e entrar neste mercado com o pé direito.


    Veja abaixo as criptmoedas DeFi que valem a pena ficar de olho e investir.

    1. Avalanche - AVAX

    A Avalanche é uma das mais conhecidas plataformas DeFi, que opera através de contratos inteligentes. Sua moeda digital, criada em 2020, oferece destaque em seus mecanismos de validação de processos e mais rapidez. Ela é uma das mais negociadas no mercado atualmente e, se apresenta como uma boa alternativa entre as melhores criptomoedas para investir em DeFi.

    Gráfico de cotações em tempo real de Avalanche:

     


    2. Aave - AAVE

    A AAVE é um protocolo DeFi que oferece empréstimos de ativos digitais. Ela também se diferencia por um segmento conhecido como empréstimo relâmpago, onde os usuários podem obter lucros com valores disponibilizados. Ela foi reformulada em 2020, onde passou a operar oficialmente como AAVE e atraiu grandes investidores, que a fizeram receber mais de 32 milhões de dólares em aportes.

    Gráfico de cotações em tempo real de Aave:


    3.Cardano - ADA

    A Cardano foi criada por um grupo de especialistas em blockchain no ano de 2017. Sua criptomoeda ADA é bastante comercializada no mercado cripto e, está entre as mais valiosas desse segmento, ficando entre as as melhores criptomoedas para investir em DeFi.

    Gráfico de cotações em tempo real de Cardano:


    4. Uniswap - UNI

    A Uniswap Protocol é um ecossistema tecnológico que opera para produtos e serviços no ambiente DeFi. Essa criptomoeda roda dentro da rede Ethereum e, através dela, se podem negociar criptoativos sob a tutela de contratos inteligentes.

    Gráfico de cotações em tempo real de Uniswap:


    5. Chainlink - LINK

    A Chailink é uma plataforma de ligação entre cadeias, como seu próprio nome sugere. Ela surgiu em 2019 e desde lá vem ganhando espaço entre as operadoras DeFi. Uma boa alternativa de criptomoeda para investir em DeFi.

    Gráfico de cotações em tempo real de Chainlink:


    Sempre é bom ressaltar que, conhecer as melhores criptomoedas para investir deve levar em consideração o perfil de cada investidor, bem como suas perspectivas de futuro. Seja qual for a escolha, investir no mercado cripto deve ser uma decisão pautada por estudo, análises pessoais e consumo de material de qualidade, além é claro, de uma exchange de confiança.

    Essas são algumas opções apontadas com tendência de crescimento para os próximos anos. No entanto, vale ressaltar que são apenas previsões e nosso artigo é meramente informativo, não oferecendo nenhum tipo de indicação de investimentos, sendo da responsabilidade do investidor seus aportes financeiros.

    Diferenças entre DeFi e finanças centralizadas

    O DeFi foi criado com o objetivo de viabilizar operações financeiras, como pagamentos, empréstimos e investimentos  através dos contratos inteligentes, dentro do ambiente blockchain.

    Seu principal conceito é operar em um ambiente descentralizado e autônomo, com um sistema financeiro global e totalmente independente dos bancos tradicionais e sem a intervenção de nenhum sistema financeiro, nem governo.

    Assim, de maneira prática, o usuário pode investir em cripto, fazer empréstimos ou negociar seus ativos digitais em um ambiente seguro e independente, de qualquer parte do mundo, em qualquer horário e se beneficiando de taxas muito mais baixas.

    No caso das finanças centralizadas ou CeFi, que são as tradicionais que já conhecemos, os ativos ou mesmo serviços são gerenciados por pessoas e instituições e, todas as negociações estão sujeitas a uma série de normas e taxas impostas tanto pelos operadores, como pelo governo.

    O sistema financeiro CeFi, como por exemplos, os bancos, operam de acordo com regras de um Banco Central e outros intermediários, o que acarreta encarecimento das taxas e também a imposição de seus regulamentos. Não que isso seja ruim, pois oferece uma segurança relativamente boa para o usuário, mas pode representar, em alguns casos, diminuição de lucro ou possibilidades de investimentos.

    A principal diferença entre DeFi e CeFi diz respeito à autonomia do usuário. No DeFi, a gestão dos ativos é feita totalmente pelo usuário, valorizando-se assim a autocustódia dos valores, enquanto no sistema tradicional, quem gerencia a custódia de valores são terceiros, que o fazem de acordo com regras rígidas, reguladas e limitadas por uma instituição central.

    O futuro do DeFi

    O DeFi já é uma realidade nas operações financeiras e seu futuro é promissor. Isso, especialmente, porque o sistema oferece muitas vantagens e utilidades que incentivam o mercado a ampliar as possibilidades relativas a esse tipo de plataforma.

    As finanças descentralizadas, bem como as criptomoedas, passaram por um momento delicado em 2022. No entanto, após a sua recuperação, ficou claro que ativos digitais, ecossistemas blockchain e tudo que seja relacionado ao assunto, continuarão crescendo nos próximos anos e oferecendo boas oportunidades de lucro para os investidores.

    Existe uma perspectiva de amadurecimento do DeFi para os próximos anos, com investimentos abundantes em segurança e aprimoramento do setor, levando a uma expansão continua e uma difusão para diversos setores e tipos de investidores.

    Cada vez mais usuários optam por investimentos onde podem inverter com autocustódia, taxas mais atrativas por via de modelos de estruturas mais seguras, tecnológicas e acessíveis. Até mesmo quem é iniciante pode investir em DeFi.

    Atualmente, qualquer pessoa pode abrir uma conta em uma exchange e operar seus próprios ativos digitais. Com o DeFi ainda é possível fazer muito mais, como empréstimos e hipotecas, como vimos dentre suas vantagens.

    Sendo assim, com a crescente demanda do mercado, podemos entender que os investidores estarão cada vez mais conectados a esses produtos e serviços, ampliado o horizonte para investimentos em finanças descentralizadas, criptomoedas e outras formas de inversão, que fujam do tradicional e que ofereçam diversificação e lucro. 

    Se você está pensando em investir em DeFi e criptomoedas, tenha em mente a escolha de uma corretora cripto que ofereça as melhores condições e segurança. Fale com nossa equipe e tire suas dúvidas sobre o tema. Se estiver pronto para investir, clique aqui e abra hoje mesmo sua conta na Mitrade. 


    illustration Forex 丨 Índices 丨 Ações 丨 Ouro 丨 Mais Estritamente regulamentado 0 comissão, spreads baixos Alavancagem atrativa de até 1:200 Análise de mercado exclusiva da Trading Central Dicas e insights em primeira mão Suporte multilíngue ao atendimento ao cliente 5/24 Trade em web ou aplicativo

    Isenção de responsabilidade: este artigo representa apenas a opinião do autor e não pode ser usado como consultoria de investimento. O conteúdo do artigo é apenas para referência. Os leitores não devem tomar este artigo como base para investimento. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, procure orientação profissional independente para garantir que você entenda os riscos.

     

    Os Contratos por Diferença (CFDs) são produtos alavancados que podem resultar na perda de todo o seu capital. Esses produtos não são adequados para todos os clientes; por favor, invista com rigor. Consulte este arquivo para obter mais informações.


    Você achou este artigo útil?
    Artigos Relacionados
    placeholder
    8 Criptomoedas Baratas e Promissoras para acompanhar em 2024Neste artigo entregaremos algumas dicas importantes que podem ajudar a selecionar os ativos e também informações sobre quais moedas os especialistas estão falando no momento.
    Autor  Thaina Geniselli
    Neste artigo entregaremos algumas dicas importantes que podem ajudar a selecionar os ativos e também informações sobre quais moedas os especialistas estão falando no momento.
    placeholder
    Top 7 melhores lugares para comprar Bitcoin em 2023Ao escolher o melhor lugar para comprar Bitcoin, é fundamental considerar a segurança e a experiência do usuário. O local escolhido deve oferecer uma plataforma segura e intuitiva, facilitando a compra e venda de Bitcoin, ao mesmo tempo que fornece recursos robustos de segurança para proteger os ativos dos investidores.
    Autor  Killian Alexandre
    Ao escolher o melhor lugar para comprar Bitcoin, é fundamental considerar a segurança e a experiência do usuário. O local escolhido deve oferecer uma plataforma segura e intuitiva, facilitando a compra e venda de Bitcoin, ao mesmo tempo que fornece recursos robustos de segurança para proteger os ativos dos investidores.
    placeholder
    Polygon (MATIC) Previsão para 2023-2025: Tendências e Análises para InvestidoresPolygon MATIC é um dos projetos que mais de destaca no mercado e possui muitos investidores no universo cripto, sendo reconhecida por especialistas como uma criptomoeda promissora para os anos de 2023-2025.Se você está interessado em conhecer o mercado da MATIC e a sua previsão, fique de olho.
    Autor  Thaina Geniselli
    Polygon MATIC é um dos projetos que mais de destaca no mercado e possui muitos investidores no universo cripto, sendo reconhecida por especialistas como uma criptomoeda promissora para os anos de 2023-2025.Se você está interessado em conhecer o mercado da MATIC e a sua previsão, fique de olho.
    placeholder
    Vale a Pena Investir em Polygon (MATIC)? Análise Completa da Criptomoeda para 2023Quer saber se a Polygon criptomoeda vale a pena? Veja aqui uma análise completa sobre MATIC, expectativas para o futuro e alertas de especialistas
    Autor  Eduardo Queiroz
    Quer saber se a Polygon criptomoeda vale a pena? Veja aqui uma análise completa sobre MATIC, expectativas para o futuro e alertas de especialistas
    placeholder
    Top 10 Criptomoedas Promissoras para Investir com Potencial Explosivo em 2025Veja aqui uma lista com as 10 criptomoedas promissoras para 2025, com informações sobre o mercado, dicas para iniciantes e muito mais.
    Autor  Eduardo Queiroz
    Veja aqui uma lista com as 10 criptomoedas promissoras para 2025, com informações sobre o mercado, dicas para iniciantes e muito mais.